Ibovespa
131.689,38 pts
(1,61%)
Dólar comercial
R$ 4,93
(-0,97%)
Dólar turismo
R$ 5,14
(-0,90%)
Euro
R$ 5,35
(-1,00%)

Scania anuncia investimento de R$ 65,7 milhões em centro logístico para distribuição de peças

Operação no Brasil é responsável por abastecer o mercado interno e países da América do Sul, Central, Europa e África
Por Raphael Minho em 30 de outubro de 2023 às 8h40
Scania anuncia investimento de R$ 65,7 milhões em centro logístico para distribuição de peças
Foto: Divulgação/Scania
Foto: Divulgação/Scania

Vinhedo, São Paulo, 27 de outubro de 2023 - A Scania, fabricante de veículos comerciais, planeja investir significativos R$ 65,7 milhões na expansão de seu centro logístico de peças de reposição localizado na cidade de Vinhedo (SP). Essa iniciativa tem como objetivo ampliar a abrangência dos mercados atendidos a partir do Brasil, otimizar os processos e fluxos logísticos e preparar o armazém para receber componentes relacionados a novos produtos, incluindo veículos elétricos.

O centro logístico da Scania em Vinhedo comemora uma década de operação na cidade, de onde diariamente são despachadas mais de 42 mil peças, com destinos que abrangem o Brasil, países vizinhos e até além como Bélgica, África do Sul, América Central e sete Unidades de Negócio da Scania na América do Sul. O espaço atual abriga cerca de 40 mil itens, mas a expansão planejada aumentará sua capacidade física em 50%, passando de 15.000 m² para 22.500 m². Notavelmente, essa é a única unidade de logística e reposição de peças da Scania no mundo com uma estrutura semelhante à matriz logística da empresa na Bélgica.

"O veículo precisa estar sempre operante e com disponibilidade. O que não pode acontecer ao nosso cliente é faltar peça. A maior lucratividade para ele é não parar", disse Paulo Moraes, vice-presidente de Vendas e Marketing da Scania para a América Latina.

A tecnologia desempenha um papel fundamental na garantia dessa disponibilidade. Dados coletados em tempo real dos caminhões permitem a programação de serviços de manutenção, reduzindo o tempo de parada dos veículos em até 30%. Além disso, a expansão em Vinhedo possibilita atender novos mercados, incluindo o México, que está em fase de estudo. Isso também permitirá a incorporação de veículos elétricos à estrutura, alinhando-se à estratégia global da Scania, que prevê que até 2030 mais da metade de suas vendas de veículos novos sejam modelos eletrificados.

"A nossa perspectiva é de olhar para o mercado interno. O começo de 2023 foi mais difícil, de transição de legislação do Euro 5 para o Euro 6. [...] Nós tivemos uma retomada bastante forte na metade do ano, com uma demanda do mercado brasileiro muito forte para a Scania e para o ano que vem também. O mercado mexicano também está com uma perspectivabem positiva, então são dois mercados que nos dão uma visão bastante otimista", pontua Paulo Moraes à Tecnologística.

De acordo com a empresa, a localização estratégica em Vinhedo, com acesso rápido a importantes rodovias, como a Anhanguera e Bandeirantes, o Aeroporto de Viracopos e o Rodoanel, contribui significativamente para a redução de custos e tempo na entrega de peças para concessionárias no Brasil e América Latina. "A capilaridade para o deslocamento foi um atrativo fundamental para mudar a operação de São Bernardo do Campo para Vinhedo, e com o tempo vimos como a decisão foi acertada", destacou Ademir Egídio, gerente executivo do centro logístico.

Atualmente, a operação em Vinhedo gera 170 vagas de trabalho, incluindo 140 vagas diretas e 30 vagas indiretas. A ampliação do centro logístico representa um marco importante no compromisso da Scania em garantir a eficiência e a disponibilidade de peças para seus clientes em toda a América Latina.


LEIA TAMBÉM:

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar