Ibovespa
130.031,58 pts
(0,09%)
Dólar comercial
R$ 4,94
(0,13%)
Dólar turismo
R$ 5,14
(0,12%)
Euro
R$ 5,34
(0,22%)

Mercado equatoriano de veículos comerciais pesados registra leve queda no terceiro trimestre de 2023

Queda foi de 4,2%
Por Redação em 9 de novembro de 2023 às 11h33
Mercado equatoriano de veículos comerciais pesados registra leve queda no terceiro trimestre de 2023
Foto: Reprodução/Pixabay
Foto: Reprodução/Pixabay

O Equador encerrou o terceiro trimestre deste ano com a venda de 8.219 veículos comerciais pesados, abrangendo caminhões, ônibus e micro-ônibus. No entanto, observou-se uma queda de 4,2% em comparação com os 8.581 veículos vendidos no mesmo período de 2022.

No segmento de caminhões, o mercado equatoriano totalizou 7.496 veículos, registrando uma retração de 7,2% em comparação com as 8.080 unidades acumuladas de janeiro a setembro de 2022. Já na categoria de ônibus e micro-ônibus, foram comercializados 723 veículos, apresentando um aumento de 44,3% em relação às 501 unidades vendidas no mesmo período do ano anterior.

Em termos de vendas mensais, o segmento de caminhões faturou 791 unidades, representando uma queda de 30,6% em comparação com as 1.139 unidades vendidas em setembro de 2022. As vendas de ônibus e micro-ônibus atingiram o volume de 66 unidades, registrando uma redução de 24,1% em comparação com as 87 unidades faturadas no mesmo mês de 2022.

Ao avaliar o desempenho do terceiro trimestre, a marca Hino liderou o mercado de caminhões, com o registro acumulado de 1.498 unidades, embora abaixo das 1.792 unidades vendidas de janeiro a setembro de 2022. Na segunda posição, a Chevrolet, com 1.159 veículos, também apresentou uma diminuição em relação às 1.419 unidades vendidas no mesmo período do ano passado. Na terceira posição, a JAC, com 1.101 unidades, registrou um volume menor em comparação com as 1.340 unidades vendidas no ano anterior.

No segmento de ônibus e vans, a liderança pertenceu à Hino, com 507 unidades, seguida pela Mercedes-Benz, com 82 unidades. Em terceiro lugar, a Chevrolet, com 54 unidades. O mercado equatoriano continua a refletir ajustes no cenário de vendas de veículos comerciais pesados.

 

LEIA TAMBÉM:

Tags
Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar