Ibovespa
129.558,62 pts
(0,42%)
Dólar comercial
R$ 4,96
(-0,36%)
Dólar turismo
R$ 5,16
(-0,28%)
Euro
R$ 5,37
(-0,02%)

Logística reversa: Stock Car terá coleta de óleo lubrificante usado em todas as etapas

Resíduo coletado passará pelo processo de rerrefino
Por Redação em 23 de março de 2023 às 10h00 (atualizado às 10h21)
Logística reversa: Stock Car terá coleta de óleo lubrificante usado em todas as etapas

A Stock Car Pro Series, maior evento automobilístico brasileiro, anuncia a coleta de óleo lubrificante usado em todas as etapas. O resíduo que será coletado pela Lwart Soluções Ambientais passará pelo processo de rerrefino, voltando para a cadeia em forma de óleo básico de alta performance.

O óleo lubrificante usado ou contaminado, conhecido como OLUC, é um resíduo perigoso presente em motores de automóveis e industriais que deve ser separado e gerenciado de maneira diferenciada. De acordo com a Lei n. 12.305/2010, todo OLUC deve ser coletado e destinado para a reciclagem, por meio do rerrefino, e proíbe taxativamente o uso do resíduo como combustível, destinação para queima ou para quaisquer outros fins. 

Segundo a Ambioluc Logística Reversa, entidade que representa o setor, um único litro de óleo lubrificante usado é capaz de contaminar 1 milhão de litros de água. Além disso, para cada 10 litros queimados são gerados 20 gramas de metais pesados, segundo dados da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb).

LEIA TAMBÉM: No Dia da Água, Gru Airport celebra marca de 63 milhões de litros economizados em 2022

Parceira do evento desde o ano passado, Rodrigo Maia, Diretor de Coleta e Logística da Lwart Soluções Ambientais explica que em 2023 a atuação da empresa será mais abrangente.

“É um projeto desafiador, por conta da complexidade logística, mas ao mesmo tempo muito gratificante ver o comprometimento da maior modalidade do automobilismo brasileiro na causa da economia circular. A coleta responsável e segura do óleo e a destinação correta dele, o rerrefino, contribuem para a preservação do meio ambiente. E, claro, contribuem diretamente no compromisso da Stock Car com a sustentabilidade”, afirma.

O projeto
A parceria prevê a instalação de tambores próximo aos dos boxes das 16 equipes, para a coleta do óleo gerado pelos carros de 34 pilotos, em todas as etapas, tanto nos treinos quanto nas provas. A cada fim de semana de corrida, esse resíduo coletado é devidamente armazenado e transportado para a fábrica da Lwart localizada em Lençóis Paulista (SP).

LEIA TAMBÉM: Tópico reduz em 74% o consumo de CO² com programa inédito de reuso de lonas em galpões

No final, a Stock Car receberá o Certificado de Coleta de Óleo e o Certificado de Destinação Final, documentos de valor legal que asseguram a conformidade com as normas ambientais. Estão previstas 12 etapas em 2023, mantendo o já tradicional formato de duas largadas por evento – totalizando 24 corridas.

O que acontece com o OLUC?
O óleo básico, por sua vez, vai para os principais produtores, que o aditivam e o transformam novamente em lubrificante. A partir daí o óleo volta ao mercado em forma de produtos industriais, agrícolas, automotivos e elétricos, formando assim um ciclo sustentável e infinito.

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar