Ibovespa
129.558,62 pts
(0,42%)
Dólar comercial
R$ 4,96
(-0,36%)
Dólar turismo
R$ 5,16
(-0,28%)
Euro
R$ 5,37
(-0,02%)

Porto do Açu inaugura rota regular de cabotagem com operação para Sal Cisne entre RN e RJ

Terminal Multicargas firma segundo acordo com a Refinaria Nacional de Sal
Por Redação em 21 de novembro de 2023 às 10h00
 Porto do Açu inaugura rota regular de cabotagem com operação para Sal Cisne entre RN e RJ
Foto: Divulgação/Porto do Açu
Foto: Divulgação/Porto do Açu

O Porto do Açu inaugurou uma rota de cabotagem entre o Rio Grande do Norte e o Rio de Janeiro. A operação, conduzida pelo Terminal Multicargas (T-MULT), representa o segundo acordo estabelecido com a Refinaria Nacional de Sal, produtora do Sal Cisne.

A primeira movimentação, registrada em fevereiro deste ano, alcançou um volume de 70.000 toneladas, solidificando a estratégia do Porto do Açu na exploração desta rota marítima. O Terminal T-MULT, que recentemente expandiu suas instalações com dois novos armazéns cobertos para cargas especiais, está agora envolvido no segundo contrato, com uma estimativa de movimentar aproximadamente 120.000 toneladas até 2024.

O diretor de Terminais e Logística do Porto do Açu, João Braz, ressaltou a importância do contrato de longo prazo com a Refinaria, afirmando que este reforça uma nova rota para cabotagem de produtos destinados à indústria alimentícia. Ele observou que o contrato está alinhado com a meta de proporcionar mais opções de modalidade aos clientes do Porto do Açu até 2024, aprimorando a conectividade.

A Refinaria Nacional de Sal já utiliza a logística de cabotagem para transportar seu produto do Nordeste para a fábrica em Cabo Frio, abastecendo tanto o mercado nacional quanto o internacional. A operação via cabotagem e a armazenagem do produto foram possíveis devido à ampliação da capacidade estática de armazenagem e alfandegária do Terminal T-MULT. Desde o início de suas operações em 2016, o terminal, situado no único porto 100% privado do país, demonstrou um crescimento médio anual de 45%. Até o momento, o T-MULT movimentou mais de 6 milhões de toneladas. Para 2023, a projeção é quase dobrar o volume movimentado em relação a 2022, impulsionado pela operação dos dois novos galpões cobertos.


LEIA TAMBÉM:

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar