Ibovespa
122.636,96 pts
(1,07%)
Dólar comercial
R$ 5,39
(-0,92%)
Dólar turismo
R$ 5,60
(-1,09%)
Euro
R$ 5,79
(-0,51%)

VLI apresenta segundo Relatório de Sustentabilidade

Documento está em conformidade com as diretrizes da Global Reporting Initiative
Por Redação em 26 de outubro de 2022 às 11h27
VLI apresenta segundo Relatório de Sustentabilidade

A VLI,  companhia de soluções logísticas que opera terminais, ferrovias e portos, informa que para fortalecer a conexão com todos os seus públicos de relacionamento apresentou seu segundo Relatório de Sustentabilidade. A empresa ressalta que o documento está em conformidade com as diretrizes da Global Reporting Initiative (GRI).

O documento compreende o período entre 1º de janeiro e 31 de dezembro de 2021 e seu conteúdo completo pode ser conhecido. O relatório trata de temas como governança corporativa, cultura e gestão de pessoas, desempenho econômico-financeiro, saúde e segurança, segurança operacional, transformação digital e inovação, premiações, indicadores socioambientais e de segurança.

“Ao longo de 2021, a VLI manteve sua trajetória de evolução nos pilares socioambientais, em governança corporativa e em diversas outras frentes, sempre com consistência e intencionalidade. Isso reflete a maturidade da companhia ao percorrer a jornada que a levará, a cada ano, ao sucesso do seu negócio, criando e compartilhando valor com empregados, acionistas, clientes, fornecedores e comunidades”, afirma a diretora de Gente, Inovação e Sustentabilidade da VLI, Rute Melo Araújo. 

Destaques

No ano passado, a VLI informa que lançou sua Agenda ESG, intitulada VLI para o amanhã – conexões para um mundo melhor, que conta com compromissos alinhados à estratégia da companhia. Entre eles estão contribuir para a mitigação das mudanças climáticas, reduzindo em 15% a emissão de gases de efeito estufa, por tonelada transportada; reduzir em 20% o consumo de água nova nas operações; sensibilizar 100% de clientes e fornecedores críticos em temas de Ética e políticas de inclusão da VLI; alcançar e manter índice de 60% de contratação de fornecedores locais; alcançar 30% de mulheres em cargos de alta liderança, a partir de gerência, até 2025. Esses compromissos também estão em consonância, afirma a empresa, com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), o que levou a empresa a aderir ao Pacto Global da ONU.

Em 2021, a companhia informa que sua receita líquida atingiu o patamar de R$ 6,5 bilhões, alta de 15,8% no comparativo a 2020. A receita líquida cresceu, revela, impulsionada por melhores tarifas nas ferrovias, pelo mix de fluxos e pelo aumento dos volumes movimentados nos portos, com crescimento de 5% em relação a 2020.

Neste mesmo período, os investimentos em ativos imobilizados e intangíveis atingiram R$ 1,6 bilhão e os recursos foram alocados em projetos para aumento de capacidade, manutenção e modernização dos ativos operacionais, além de projetos de meio ambiente, saúde e segurança.

Além disso, em 2021 a VLI salienta que transportou na malha ferroviária 59 milhões de toneladas, superando os 56,9 milhões de t de 2020. O volume de cargas movimentadas nos portos também aumentou e chegou a 43 milhões de t.

Ações

A VLI reforça que 2021 ficará marcado como o momento em que foram consolidadas diretrizes para transformar a logística do Brasil numa realidade que trará benefícios para a companhia, os clientes e a comunidade.

Um exemplo é o Fuelytics, ferramenta digital criada em jornadas internas de intraempreendedorismo da companhia, que viabiliza a redução no consumo de combustível nas locomotivas a partir de modelagem matemática de dados. Apenas em 2021, o Fuelytics gerou economia de 1,2 milhão de litros de diesel, evitando a emissão de quase 3 mil t de CO2 na atmosfera. A capilaridade e dispersão geográfica da VLI dá, ainda, a oportunidade de gerar desenvolvimento e deixar legado nas comunidades onde ela está presente.
 
Compromissos

De acordo com a diretora de Gente, Inovação e Sustentabilidade, a transformação está no DNA da empresa que, ao transportar as riquezas do país, seja pela malha ferroviária, portos ou terminais, alia o desenvolvimento econômico à construção de uma sociedade mais ética, sustentável, diversa e inclusiva.

“A VLI tem como propósito transformar a logística brasileira, sempre gerando valor a seus stakeholders e deixando um legado ao planeta. A opção por essa trajetória de sustentabilidade genuína leva a empresa a evoluir a cada ano”, comenta Rute.

Ainda em consonância com essa agenda, a VLI ressalta que se compromete com movimentos como o Pacto Empresarial pela Integridade e Contra a Corrupção, do Instituto Ethos; o Pacto Empresarial contra a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes nas Rodovias Brasileiras, proposto pela Childhood Brasil; e o Pacto Global da ONU. Com os compromissos ESG assumidos, a VLI contribui para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU.

Governança

Na VLI a governança corporativa é colocada em quatro dimensões: aprimoramento das decisões dos órgãos de administração e gestão; cultura e confiabilidade; transparência e prestação de contas; e direitos dos acionistas. Os órgãos de Governança da companhia são compostos pela Assembleia Geral, Conselho de Administração, Comitês de Assessoramento, Diretoria Executiva e Comitês de Gestão.

Cultura e confiabilidade fortalecem o sistema de governança. Há órgãos independentes para garantir a confiabilidade das informações, como auditorias internas e externas. Por meio do Canal de Ética, é assegurado o poder de fala de todos os empregados. Tudo isso tem o objetivo de manter a melhor cultura organizacional. Por sua vez, a transparência e prestação de contas propiciam qualidade das informações financeiras e não financeiras, garantindo melhor comunicação com todos os stakeholders.

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar