Quinta-feira, 13 de fevereiro de 2020 - 10h56
Marcelo Montanha assume a diretoria de Serviços para o Brasil na Scania
Meta é investir em soluções apoiadas em digitalização para promover sustentabilidade, aumentar disponibilidade, baixar os custos de manutenção e melhorar a eficiência energética

A Scania anuncia a chegada de Marcelo Montanha como novo diretor de Serviços para o Brasil. O executivo, graduado em Engenharia Mecânica pela Universidade Estadual Paulista (Unesp), substitui Fábio Souza, que assume a diretoria geral da Scania na África do Sul.

Montanha ingressou na Scania em novembro de 1999 na área de Engenharia. Em 2008, foi promovido a gerente de Vendas de Ônibus da Scania na América Latina. Em janeiro de 2015 se tornou gerente de Projetos para o Desenvolvimento de Produtos na região. Em dezembro de 2015 foi convidado para assumir a direção de Serviços da Scania no México, cargo que ocupou até chegar à diretoria de Serviços para o Brasil.

“A operação comercial da Scania no Brasil é das mais importantes para a empresa globalmente. Me sinto muito feliz em regressar ao país à frente da competente equipe de serviços. Trata-se de uma excelente oportunidade de seguir desenvolvendo nossas soluções de maneira muito mais próxima de nossos clientes. Para isso, continuaremos investindo em soluções de serviços inovadoras e que se apoiam em digitalização para promover sustentabilidade, aumentar disponibilidade, baixar os custos de manutenção e melhorar a eficiência energética dos veículos.”

Para 2020, as projeções gerais do diretor são favoráveis. “Pretendemos aumentar as vendas acompanhando uma evolução importante de crescimento e utilização da frota circulante, mas também expandindo nossa presença nos programas de manutenção e numa maior atração a clientes de frotas de maior idade. Tudo sempre com enfoque na rentabilidade de nossos clientes.”

Montanha enumera também os objetivos na expansão da rede de concessionárias – em 2020 serão dez pontos –, na continuidade da certificação das Casas Scania, no aumento da venda de programas de manutenção com os veículos novos e incrementando em 50% (chegando a 45 mil) o número de veículos Scania conectados.