Segunda-feira, 5 de julho de 2021 - 9h25
JSL apresenta proposta de fusão para a Tegma
Negócio resultaria em uma companhia com receita bruta anual de R$ 6,1 bi

A JSL comunicou ao mercado que apresentou uma proposta de combinação de negócios com a Tegma. De acordo com o comunicado emitido, a fusão resultaria em uma companhia com receita bruta anual de R$ 6,1 bilhões, o que representaria um crescimento de 86% na receita da JSL no mesmo período.

A proposta contempla o pagamento de uma parcela em dinheiro de R$ 989 milhões e a entrega de 49,4 milhões de novas ações de emissão da JSL. Depois de consumadas essas operações, os acionistas da Tegma passariam a deter aproximadamente 15% do capital total da JSL.

Segundo a própria JSL, a fusão criaria “um negócio ainda mais robusto e diversificado, com capacidade de oferecer novos serviços para os mesmos clientes e diversificar a atuação da Tegma, resultando na criação de valor substancial para as companhias, seus respectivos acionistas, clientes, colaboradores, caminhoneiros agregados e para o setor logístico brasileiro”.

“A JSL possui o maior e mais integrado portfólio de serviços logísticos do Brasil, sendo a líder no transporte rodoviário no país, com atuação em mais de 16 setores econômicos”, prossegue o comunicado emitido pela companhia. “Por sua vez, a Tegma possui alta concentração da sua receita no transporte automotivo. A combinação de negócios possibilitará para ambas as companhias ampliar ainda mais a diversificação de setores de atuação e serviços oferecidos, aliando alto potencial de crescimento, rentabilidade e valor agregado”.

Além das aprovações societárias necessárias, incluindo das assembleias gerais de ambas as companhias, a operação está sujeita à aprovação prévia do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).