Quarta-feira, 20 de outubro de 2021 - 10h19
Movimentação aérea cresce 30% na Asia Shipping no primeiro semestre
Empresa ressalta que o crescimento está relacionado ao aquecimento da economia, mas também à sobrecarga de outros modais

A Asia Shipping, empresa que integra cargas aéreas, marítimas e rodoviárias, informa que no primeiro semestre deste ano registrou um incremento de aproximadamente 30% em suas operações de exportação aérea, em comparação com o ano anterior. O aumento foi o mesmo alcançado em 2019, ano em que o mercado teve uma queda de 3,3%.

Além do aquecimento da economia, esse aumento nas cargas aéreas, de acordo com a companhia, também está relacionado à sobrecarga de outros modais.

“Percebemos que muitos clientes retomaram suas operações quase ao mesmo tempo e com volumes transportados similares ao período anterior à pandemia, resultando na falta de espaço em alguns tipos de transporte. Quando temos clientes nessa situação, reunimos todo o nosso time, incluindo a equipe de outros modais, para levantarmos a melhor estratégia de acordo com a carga, o volume e o transit time solicitado, um dos diferenciais do nosso negócio”, comenta o responsável pelo Desenvolvimento de Negócios Exportação Aérea da Asia Shipping,  Eduardo Rosa.

Com algumas cargas do marítimo sendo repassadas para o aéreo, novas rotas surgiram no modal. Bogotá (Colômbia), Santiago (Chile) e Quito (Equador) são os principais destinos oferecidos na exportação, e entre os produtos mais transportados estão os eletrodomésticos, calçados, itens têxtil, maquinários e motores. Com o crescimento do mercado, a empresa revela ainda que começou a movimentar calçados para a Europa, principalmente para Milão, na Itália e Londres, na Inglaterra.