Quarta-feira, 22 de julho de 2020 - 9h52
Latam ampliará sua malha de voos nos meses de agosto e setembro
Aumento da capacidade atingirá aproximadamente 37 cidades a partir de Guarulhos e 28 cidades a partir de Brasília

A Latam Airlines Brasil divulga que irá aumentar suas operações em agosto e setembro no mercado doméstico brasileiro, cujo crescimento representa mais de 50% em ambos os meses. A companhia ressalta, ainda, que segue avaliando o mercado, tendo em vista o potencial aumento da demanda e a reabertura de fronteiras, para seguir com a retomada dos voos de forma gradual.

A ampliação em relação a julho, cuja média diária de voos operados pela empresa está em torno de 110, ainda está bem abaixo das operações em comparação com 2019, quando a média diária era de 750 voos no Brasil. No entanto, o movimento para agosto e setembro representará um aquecimento da demanda, que fortalecerá os principais hubs da empresa – Guarulhos (SP) e Brasília –, com mais destinos e conectividade. Esse aumento de capacidade oferecerá aos clientes conexões diárias via Guarulhos para mais de 300 cidades e aproximadamente 200 cidades a partir de Brasília.

O aumento da capacidade entre agosto e setembro atingirá aproximadamente 37 cidades a partir de Guarulhos e 28 cidades a partir de Brasília. A companhia aérea também anuncia que aumentará sua conectividade alcançando mais de 450 combinações de cidades por meio de seus hubs, além de manter as operações em Congonhas (SP) e Santos Dumont (RJ).

“Ao mesmo tempo em que continuamos nossa reestruturação financeira e garantimos o compromisso do acesso a mais de R$ 12 bilhões pelo debtor-in-possession (DIP), sem a ajuda dos governos até o momento, a Latam Brasil volta a acelerar e aumenta sua oferta de voos”, diz o CEO da companhia, Jerome Cadier.

As operações internacionais são vistas como estratégicas e também ganharão força nos próximos meses. O hub de Guarulhos conectará 19 cidades brasileiras à rede internacional da Latam, que já conecta cidades como Lisboa, Madri, Frankfurt, Londres, Miami e Santiago. Em agosto e setembro haverá incrementos para destinos como Lima, Nova Iorque, México, Montevidéu, Buenos Aires e Assunção.