Ibovespa
125.124,30 pts
(0,75%)
Dólar comercial
R$ 5,20
(-0,96%)
Dólar turismo
R$ 5,41
(-1,20%)
Euro
R$ 5,54
(-0,86%)

APM Terminals Pecém registra maior movimentação do estado do Ceará em outubro

A companhia quebra seu próprio recorde e apresenta crescimento de 11% em movimentações, em relação aos resultados acumulados no mesmo período de 2022
Por Redação em 23 de novembro de 2023 às 10h46
APM Terminals Pecém registra maior movimentação do estado do Ceará em outubro
Foto: Divulgação / APM Terminals
Foto: Divulgação / APM Terminals

Desde o início da safra deste ano, a APM Terminals Pecém vem apresentando bons números operacionais, mesmo com 2023 se mostrando um ano desafiador para o mercado portuário. Em outubro, o terminal quebrou seu recorde de movimentações e registrou 55 mil TEUs movimentados. Esse foi o maior volume registrado na história da APM Terminals Pecém, que já conta com crescimento de 11% na movimentação acumulada de janeiro a outubro de 2023, frente ao mesmo período de 2022.

Para Daniel Rose, diretor-presidente da APM Terminals Pecém, a adaptabilidade da operação do terminal, como um todo, é um fator-chave para esse resultado. "Nossa resposta ágil ao aumento da demanda garantiu a continuidade dos serviços com alta segurança. Reforçamos nosso compromisso com o Porto do Pecém e especialmente com o setor de fruticultura da região nordeste, fortalecendo o papel fundamental do HUB portuário do Ceará na expansão das operações, com forte presença em exportações", afirma.

Historicamente, outubro e novembro já se apresentam como os melhores meses de movimentação, muito em virtude da alta demanda pela exportação de frutas para a Europa e os Estados Unidos. Segundo a empresa, a localização do terminal da APM Terminals Pecém contribui para o êxito desse tipo de movimentação, a partir da proximidade geográfica, fazendo com que os alimentos produzidos no país cheguem mais rápido ao destino final.

A previsão da autoridade portuária do Complexo de Pecém para essa temporada é das exportações do setor de fruticultura atingirem 180 mil toneladas, 10 mil a mais que a anterior (2022/2023). Também é estimado que os embarques registrem mais de 7.200 contêineres refrigerados, com produtos cultivados especialmente nos polos de Pernambuco, Bahia, Ceará e Rio Grande do Norte.

"Estamos otimistas quanto ao futuro e comprometidos em investir e crescer junto com o Ceará e estados vizinhos, vinculando nosso sucesso ao desenvolvimento econômico sustentável da região. Continuaremos a aprimorar operações, expandir infraestrutura e promover a sustentabilidade e a responsabilidade social em todas as nossas atividades", complementa Daniel Rose.

Marcelo Gurgel, gerente Comercial da APM Terminals Pecém, confirma que "além do crescimento de 23% na exportação de frutas, nos últimos três meses, o terminal também foi o principal porto de auxílio para as operações que estavam destinadas a Manaus, que sofre com a pior seca da região amazônica já registrada na história". Durante esse período, o terminal contou com uma alta demanda de contêineres e atuou como um ponto operacional para a recepção de grande parte do volume das cargas para Manaus, provenientes de diversos armadores.

"Nosso terminal estava preparado para esse desafio e todo o investimento realizado em equipamentos, pessoas e áreas específicas se provou efetivo para o recebimento dos transbordos e constante alinhamento com os diversos armadores e o Complexo do Pecém", acrescenta André Gonzaga, gerente de Operações da APM Terminals Pecém.

 

LEIA MAIS:

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar