Ibovespa
127.652,06 pts
(-1,39%)
Dólar comercial
R$ 5,59
(1,89%)
Dólar turismo
R$ 5,79
(1,73%)
Euro
R$ 6,09
(1,54%)

Latam transporta ariranha ameaçada de extinção do Pará para São Paulo

Transporte gratuito tem como objetivo a reprodução do animal no Aquário de São Paulo
Por Redação em 3 de novembro de 2022 às 14h30
Latam transporta ariranha ameaçada de extinção do Pará para São Paulo

A Latam, por meio de seu Avião Solidário, programa que já beneficiou mais de 130 milhões de pessoas e 4.600 animais na última década, realizou, no dia 28 de outubro, o transporte gratuito de uma ariranha, maior espécie de lontra do mundo, entre Marabá (PA) e São Paulo.

Para esse tipo de transporte, a Latam Cargo utiliza toda a sua experiência logística e conectividade no Brasil. De acordo com a própria companhia, os animais são transportados com todo cuidado e segurança, com parte do porão de cargas da aeronave reservado exclusivamente para a operação, onde uma posição é destinada para o acondicionamento da espécie, sempre visando seu conforto e a redução do estresse causado pela viagem.

A instituição de origem do animal, chamado Caroço, é o BioParque Vale Amazônia, localizado na Floresta Nacional de Carajás, no município de Parauapebas, no sudeste do Pará. A Ariranha foi resgatada em setembro de 2020 pelo Instituto Natureza do Tocantins Naturatins e encaminhado à instituição paraense no mesmo mês, ainda filhote e em período de amamentação, onde recebeu os cuidados necessários para o seu crescimento.

Agora, Caroço seguiu para a capital paulista com o objetivo de reproduzir com uma ariranha fêmea que já se encontra no Aquário de São Paulo. O pareamento é recomendado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e faz parte do programa de manejo de espécies ameaçadas juntamente com a Associação de Zoológicos e Aquários do Brasil (Azab) para a conservação da espécie Pteronura Brasiliensislontra gigante classificada como ameaçada de extinção.

No mês de setembro o Avião Solidário da Latam já havia realizado o transporte gratuito de outra ariranha da mesma espécie. Apelidada de Saraé, a fêmea saiu do Aquário de São Paulo com destino ao Zoológico de Brasília, também com o objetivo de reprodução.

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar