Ibovespa
129.418,65 pts
(0,15%)
Dólar comercial
R$ 5,48
(0,94%)
Dólar turismo
R$ 5,68
(0,67%)
Euro
R$ 5,99
(1,19%)

Maersk realiza projeto piloto de caminhões elétricos para descarbonizar cadeias de fornecimento no Brasil

Empresa tem compromisso de alcançar a neutralidade de carbono até 2040
Por Redacción el 29 de septiembre de 2023 a las 10h54
Maersk realiza projeto piloto de caminhões elétricos para descarbonizar cadeias de fornecimento no Brasil
Foto: Divulgação/Maersk
Foto: Divulgación/Maersk

A A.P. Moller - Maersk, em apoio às iniciativas de descarbonização das cadeias de fornecimento na América Latina, concluiu um projeto piloto de uso de caminhões elétricos no transporte de cargas para seus clientes no Brasil. O projeto teve duração de duas semanas e envolveu a utilização de caminhões modelos cavalo mecânico, permitindo o transporte rodoviário de contêineres (FCL).

Foram realizados testes em duas regiões-chave: na região metropolitana de São Paulo, com um percurso de 100 km abrangendo Barueri, Barra Funda e São Bernardo do Campo, e em um trecho de 230 km entre o Porto de Itapoá e Araquari, em Santa Catarina.

A conectividade intermodal é considerada essencial para conectar a população do Brasil aos produtos importados e exportados pelos portos. O teste de caminhões elétricos pesados em uma região com opções limitadas de veículos elétricos fornecerá informações consideradas pela empresa como valiosas para cumprir o seu compromisso de alcançar a neutralidade de carbono até 2040.

Para viabilizar os projetos pilotos, a Maersk instalou estações de carregamento elétrico em suas áreas operacionais, garantindo o carregamento durante a noite. A dependência de eletricidade renovável está ligada a fatores como investimentos em infraestrutura local e regulamentações regionais.

A Maersk está priorizando a eletrificação de caminhões pesados em colaboração com clientes que utilizam fontes de eletricidade 100% renováveis e busca oportunidades para reduzir as emissões na mudança modal.

Alexis Rodríguez, Head de Execução de Transição Energética para América Latina na Maersk, afirmou que esse piloto ajudará a desenvolver soluções sustentáveis para os clientes, apoiando seus objetivos ambientais e de ESG (Ambiental, Social e Governança). 

É importante destacar que mais da metade dos principais clientes da Maersk já aderiu ao Pacto Global da ONU e estabeleceu metas para alcançar a neutralidade de carbono até 2040 ou outros objetivos alinhados com a ciência. Essa tendência reflete tanto a pressão dos consumidores quanto das empresas por práticas comerciais mais sustentáveis.


LEIA TAMBÉM:

Utilizamos cookies y tecnologías similares para mejorar su experiencia, analizar estadísticas y personalizar la publicidad. Al acceder al sitio web, acepta este uso, de acuerdo con la Política de Privacidad.
Aceptar
Administrar