Ibovespa
123.779,54 pts
(-0,58%)
Dólar comercial
R$ 5,15
(-0,35%)
Dólar turismo
R$ 5,35
(-0,49%)
Euro
R$ 5,60
(-0,33%)

Simpar conclui terceiro trimestre de 2021 com lucro líquido recorde

Índice foi de R$ 399 milhões, 358% maior quando comparado ao mesmo período do ano passado, e Ebitda de R$1,2 bilhão, o dobro na comparação anual
Por Redação em 1 de dezembro de 2021 às 11h37

A Simpar, holding que controla as marcas JSL, Movida, Vamos, CS Brasil, Original e BBC Leasing & Conta Digital, concluiu o terceiro trimestre de 2021 com lucro líquido recorde de R$ 399 milhões, 358% maior quando comparado ao mesmo período do ano passado, e Ebitda de R$1,2 bilhão, o dobro na comparação anual.

O trimestre reflete, segundo a empresa, os investimentos realizados pela Simpar no desenvolvimento das empresas controladas e ativos com grande liquidez, com destaque para receita bruta de R$4,4 bilhões (alta de 52% em relação ao mesmo período de 2020), Capex líquido de R$6,7 bilhões (134% superior ao ano anterior) e Roic de 14,8% anualizado.

“Atuamos diretamente no crescimento de nossas controladas por meio de uma gestão única aliada à liderança independente de cada negócio, o que resulta no crescimento mútuo dos negócios e da holding. Somos uma holding atuante com foco na criação de valor ao acionista por meio de crescimento com rentabilidade e desenvolvimento de novos negócios, preservando nossa disciplina de capital”, afirma o presidente da Simpar, Fernando Antonio Simões.

Empresas

As controladas de capital aberto do Grupo Simpar apresentam resultados robustos na divulgação dos indicadores do terceiro trimestre de 2021, demonstrando o compromisso da Simpar com o desenvolvimento dos negócios para continuidade na geração de valor para suas controladas e acionistas.

A JSL apresentou o seu melhor resultado trimestral. A empresa teve lucro líquido de R$ 83 milhões, cinco vezes maior que o verificado no terceiro trimestre do ano anterior, e alta de 74% na receita líquida impulsionada pelo crescimento nos segmentos de atuação e consolidação das cinco empresas adquiridas nos últimos 12 meses (Fadel, Transmoreno TPC, Rodomeu e Marvel). Nesse trimestre, a empresa fechou novos contratos com valor total de aproximadamente R$1,2 bilhão e prazo médio de 41 meses, com destaque para os setores Florestal e Mineração.

O Grupo Vamos teve lucro líquido de R$ 111,4 milhões, alta de 127% e apresentou aumento de 45,4% em sua frota que passou a ter mais de 20 mil ativos e crescimento 78,7% em sua receita líquida.

Já a Movida lucrou sete vezes mais no último trimestre (ante o mesmo período de 2020), com R$ 259,4 milhões, registrou alta de 52,1% em sua receita líquida e alcançou a marca de 168 mil veículos em seu portfólio com a incorporação da CS Frotas.

Os demais negócios do grupo também demonstraram crescimento no último ano. A Original Concessionárias lucrou R$ 8,9 milhões no terceiro trimestre de 2021, o volume de carros vendidos no varejo, que não considera vendas diretas, totalizou 2.316 unidades no terceiro trimestre de 2021, ante 1.695 ao segundo trimestre do ano.

A CS Brasil registrou receita líquida de R$139 milhões de julho a setembro deste ano, aumento de 13,2% a/a. O período foi marcado pela reorganização societária com o intuito de integrar os negócios da Movida e da CS Frotas.

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar