Ibovespa
119.293,04 pts
(-0,25%)
Dólar comercial
R$ 5,42
(0,78%)
Dólar turismo
R$ 5,63
(0,83%)
Euro
R$ 5,82
(1,04%)

Movimentação de cargas cresce 17,7% no Porto de Santos

Acumulado do ano registra alta de 16,9% puxado pelo agronegócio
Por Redação em 6 de abril de 2022 às 13h00
Movimentação de cargas cresce 17,7% no Porto de Santos

A movimentação de cargas no Porto de Santos (SP) continua aquecida, com o fechamento do mês de fevereiro 17,7% acima do mesmo período do ano passado, atingindo 12,9 milhões de toneladas, a melhor marca já registrada nesse período. O resultado elevou o acumulado do ano para 23,5 milhões de toneladas, 16,9% acima dos dois primeiros meses de 2021, caracterizando-se, também, como o maior desempenho já atingido nesse período. Fevereiro repetiu o desempenho verificado no mês de janeiro, que já havia apresentado crescimento de dois dígitos, com 16%.  

O aumento de 22,1% no volume de cargas destinadas à exportação foi determinante para esse resultado. Foram 9,2 milhões de toneladas no mês e 16,3 milhões de toneladas no acumulado do ano, crescimento de 22,9%. As importações tiveram alta, fechando com 3,7 milhões de toneladas, 8,1% acima de fevereiro de 2021. As descargas também se elevaram no acumulado do ano, chegando a 7,3 milhões de toneladas, crescimento de 5,5%. 

O agronegócio foi o destaque no mês e no acumulado do ano, com o complexo soja atingindo em fevereiro 4,2 milhões de toneladas, acréscimo de 47,2% e, na soma dos dois primeiros meses, 5,5 milhões de toneladas, crescimento de 67,8%. O milho foi outra commodity que se sobressaiu, com 240,1 mil toneladas no mês (em fevereiro de 2021 não houve movimentação dessa carga) e 1,2 milhão de toneladas no acumulado, acréscimo de 107%. A celulose teve um bom desempenho, crescendo 65% no mês, ao atingir 613,9 mil toneladas, e elevando o acumulado para 1,3 milhão de toneladas, crescimento de 68%. As carnes cresceram 47% no mês, com 190,8 mil toneladas, e 74% na soma de janeiro e fevereiro, com 379,8 mil toneladas. 

Os fertilizantes foram o destaque das importações, com desembarque de 837,1 mil toneladas no mês, crescimento de 6%, e 1,6 milhão de toneladas no acumulado, acréscimo de 8%, seguido pelo enxofre, com 197,4 mil toneladas em fevereiro, crescimento de 631%, e 362,2 mil toneladas no acumulado, acréscimo de 206%. 

Os embarques e descargas de contêineres somaram 370,6 mil TEUs no mês, queda de 5%, e 754,6 mil TEUs nos dois primeiros meses do ano, queda de 1%. Apesar da redução verificada, foi a segunda melhor movimentação da história para ambos os períodos. 

A movimentação dos granéis sólidos somou 6,9 milhões de toneladas no mês, crescimento de 35,9%, e 11,2 milhões de toneladas na soma de janeiro e fevereiro, acréscimo de 33,5%, ambas a melhor marca para os períodos. Os granéis líquidos chegaram a 1,3 milhão de toneladas no mês, crescimento de 2,6%, refletindo o aumento nos embarques de óleo combustível, com acréscimo de 59,4%, e suco cítrico, com 26,9%. O acumulado do ano atingiu 2,9 milhões de toneladas, crescimento de 5,9%, a melhor marca para o período.

A participação do Porto de Santos na corrente comercial brasileira aumentou em fevereiro, chegando a 29,2%. Das transações comerciais com o exterior que passaram pelo porto, a China apresentou a maior participação, com 29,7%.  O estado de São Paulo manteve-se como a unidade da federação com a maior participação nas transações comerciais com o exterior, com 52,3%. O fluxo de navios aumentou em 3% no mês, com 396 embarcações, e em 6% no acumulado, com 775 navios. 

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar