Quarta-feira, 14 de março de 2012 - 10h52
Panalpina anuncia resultados de 2011
Empresa alcança lucro consolidado no valor de 127 milhões de francos suíços

O Grupo Panalpina divulgou os resultados de seu desempenho no ano de 2011 e comemora o ano bem sucedido. A empresa, que é especializada em fornecer soluções para a cadeia de suprimentos, atingiu lucro consolidado de 127 milhões de francos suíços, ampliando ainda mais as margens.. Após o ajuste cambial, o lucro cresceu 12% em um ano, já a margem de EBITDA para lucro bruto aumentou em 14,4%.

“Fizemos progressos muito bons em 2011. Foi um ano de sucesso, no qual conquistamos muito. Aumentamos nosso portfólio de clientes, fortalecemos nossas divisões de produtos com contratações-chave e inovações, fizemos duas aquisições e também expandimos nossa rede organicamente, especialmente em mercados emergentes.”, afirma Minika Ribar, CEO da Panalpina.

O Grupo ainda gerou um fluxo de caixa livre de 153 milhões de francos suíços antes de investimentos de mercado em dinheiro e aquisição. Os planos são de distribuir um dividendo de 2,00 francos suíços, bem como uma recompensa de valor nominal de 1,90 por ação.

Frete Aéreo

Os volumes com frete aéreo atingiram um novo recorde em 2011. O crescimento foi de 6%, transportando 1.310.000 TEUs contra 1.241.000 TEUs em 2010. O lucro bruto por TEU de frete marítimo caiu 8% - mais 3% após ajuste cambial – para o ano de 2011. O crescimento foi afetado devido ao programa de restauração da lucratividade. A empresa transportou 848 mil toneladas, 5% a menos do que em 2010 onde foram transportadas 892 mil t.

Investimentos

O Grupo Panalpina fez também investimentos consideráveis para o futuro, “investimos no pessoal de vendas e, especialmente, em nossas divisões de produto. Hoje, nossos produtos e serviços estão mais fortes do que nunca”, afirma Karl Weyeneth, COO da Panalpina.

O Grupo anunciou também um novo contrato de ACMI (aeronaves, tripulação, manutenção e seguro) para dois Boeing 747-8F com tecnologia de última geração. As aeronaves estarão em operação no primeiro semestre de 2012 e irão operar na exclusiva rede de frete aéreo controlada da Panalpina, substituindo dois Boeing 747-400F. Com os novos aviões, a Panalpina apresenta-se estruturada para atender as necessidades específicas do setor e à crescente demanda por aviões fretados de alta capacidade.

Quanto ao frete marítimo, a empresa lançou mais de 50 novos serviços de carga LCL em 2011. Os novos serviços atendem à crescente demanda dos clientes por soluções confiáveis de LCL, principalmente nos comércios entre Ásia e Europa e dentro da Ásia.

Na logística em geral, o Grupo ampliou a oferta com serviços logísticos de valor agregado, e criou novos centros de logística, como em Huntsville (EUA) e em Tianjin (china).