Terça-feira, 7 de maio de 2013 - 15h52
ALL divulga números do primeiro trimestre
Lucro líquido chegou a R$ 33,9 milhões, revertendo o resultado negativo registrado no mesmo período de 2012

A América Latina Logística (ALL) informa que registrou receita líquida de R$ 890 milhões no primeiro trimestre de 2013, crescimento de 15,8% em relação ao mesmo período do ano passado. A geração operacional de caixa da companhia seguiu a tendência de alta, registrando acréscimo de 13,3% frente a 2012, chegando a R$ 390,9 milhões. Este resultado deveu-se graças ao incremento no volume de 7,3% no Brasil e pela positiva contribuição de suas subsidiárias Brado e Ritmo.

Impulsionado pelos ganhos de produtividade dos ativos e pelo cenário de mercado favorável, o volume de commodities agrícolas transportado pela operação ferroviária brasileira cresceu 13,3%, sendo o principal responsável pelo o avanço do lucro líquido no trimestre, que atingiu R$ 33,9 milhões. No mesmo período de 2012, o resultado fora negativo em R$ 2,4 milhões.

Segundo o CEO da ALL, Eduardo Pelleissone, os recordes da safra e os ganhos de produtividade na operação permitiram o crescimento de dois dígitos no segmento de commodities. Ainda de acordo com o executivo, com o início da operação do terminal intermodal de Rondonópolis, nos próximos meses, a companhia estará mais preparada para as oportunidades de uma safra de grãos 22% maior em 2013, de acordo com as expectativas da Companhia Nacional de Abastecimento.

As perspectivas para os próximos trimestres continuam favoráveis. No segmento agrícola, as estimativas positivas para a safra estão se confirmando e o projeto de expansão em Rondonópolis deverá entrar em operação no segundo trimestre. Na área industrial, os volumes também devem crescer com a consolidação da operação da fábrica de celulose da Eldorado em Três Lagoas e os novos contratos para transporte de líquidos.

Subsidiárias

A Brado Logística, que realiza a logística intermodal de contêineres, teve crescimento de 25,5% no volume transportado em relação ao primeiro trimestre de 2012, com crescimento substancial de volume em praticamente todos os corredores de atuação. O caixa operacional atingiu R$ 10,3 milhões e o lucro R$ 1,9 milhão no trimestre.

Já a Ritmo Logística, responsável pelo transporte rodoviário de cargas, ampliou seu rendimento líquido em 3,5% e teve crescimento de 2,5% no volume de cargas quando comparado ao primeiro trimestre de 2012, impulsionado principalmente pela expansão das operações intermodais – a unidade cresceu 121,8% em quilômetros rodados, de 2 milhões no primeiro trimestre de 2012 para 4,5 milhões no mesmo período deste ano. A empresa atingiu R$ 6 milhões de caixa operacional e registrou lucro de R$1,5 milhão no trimestre.