Quarta-feira, 28 de setembro de 2016 - 11h15
Porto de Santos registra alta na movimentação de cargas em 2016
Complexo atingiu o recorde de 78,6 milhões de toneladas. Esse volume suplantou em 1,3% o maior volume registrado até então

O movimento acumulado de cargas de janeiro a agosto deste ano no Porto de Santos (SP) atingiu a marca recorde de 78,6 milhões de toneladas. Esse volume suplantou em 1,3% o maior volume registrado até então, atingido no mesmo período de 2015, de 77,6 milhões toneladas.

O fluxo de exportação permanece como o principal responsável pela alta, com participação de 74% do total movimentado e crescimento de 4,6% no período, contra um decréscimo de 7,1% na importação.porto-de-santos-capa-credito-www-imagensaereas-com-br

As exportações trazem como destaque o açúcar, que atingiu 12,9 milhões de toneladas até agosto, com crescimento de 19,2%. O complexo soja, englobando grãos e farelos, alcançou total de 17,8 milhões de toneladas, registrando aumento de 10,8%. Outros produtos com destaque nas exportações foram carnes (4,3%) e sucos cítricos (6,9%). Nas importações, o produto de maior participação foi o adubo, que atingiu 2 milhões de toneladas, com um aumento de 39,1%. Apresentaram também crescimento no período o gás liquefeito de petróleo (37,9%), o trigo (33,4%), a soda cáustica (14,8%) e a amônia (10,7%).

A movimentação de contêineres voltou a registrar queda, somando 2,3 milhões de TEUs, quantidade 7,8% inferior à registrada no mesmo período de 2015 (2,5 milhões de TEUs). O número de atracações até agosto atingiu 3.209, registrando queda de 6,9% em relação a igual período de 2015, com 3.448.

O diretor-presidente da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), Alex Oliva, destaca que ações como a dragagem, o novo acesso viário, a crescente produtividade de terminais e o aprimoramento da logística têm garantido a Santos um bom desempenho frente à elevada demanda. “O porto deve expandir sua capacidade com a conclusão das obras de infraestrutura em andamento e previstas, tanto pelo setor público quanto pelo privado,” diz.

A participação de Santos na corrente comercial do país alcançou US$ 62 bilhões, equivalente a 28,9% do total brasileiro (US$ 214,8 bilhões). No mesmo período do ano passado essa participação foi de 27,4% (US$ 68,4 bilhões) sobre o total do país (US$ 249,4 bilhões).

As exportações somaram US$ 35,6 bilhões e as importações US$ 26,4 bilhões. A China permanece na liderança do ranking dos parceiros comerciais de Santos nos dois fluxos, respondendo por 17,7% das exportações e 19,9% das importações. Os Estados Unidos vêm em segundo, também nos dois fluxos, com uma participação de 11,3% nas exportações brasileiras e 17,3% nas importações.

Os produtos de maior destaque na exportação foram a soja, com uma participação de 14,8%, principalmente para China, Tailândia e Irã, e o açúcar, com 10,7%, tendo como principais destinos a China, Índia e Bangladesh.

No fluxo de importação destacaram-se o gasóleo, com 1,8%, principalmente, para Estados Unidos, Suíça e Reino Unido, e caixas de marchas, com 1,3%, para Japão, Indonésia e Coreia do Sul.

Movimento mensal

No mês de agosto os embarques e descargas somaram 10,7 milhões de toneladas, ficando 6,2% abaixo do total registrado no mesmo período do ano passado, com 11,4 milhões de toneladas.

As exportações atingiram 7,7 milhões de toneladas, ficando 10% abaixo do movimento registrado em agosto de 2015, de 8,6 milhões de toneladas. Já as importações somaram 2,9 milhões de toneladas, apresentando um crescimento de 5,6% sobre o mesmo mês do ano passado, com 2,8 milhões de toneladas.

Os aumentos registrados no fluxo de exportação foram do açúcar (32,7%) e farelos (32,0%). Na importação destacaram-se o adubo (40,6%), o gás liquefeito de petróleo (53,5%), o trigo (93,3%) e a soda cáustica (39,0%). A carga conteinerizada somou 336.839 TEUs, um decréscimo de 0,6% sobre o registrado no mesmo mês de 2015, com 338.859 TEUs.