Segunda-feira, 6 de abril de 2020 - 9h05
Negócios da ID Logistics crescem nos mercados internacionais
Comércio eletrônico foi o setor que mais se desenvolveu dentro da companhia em 2019

A ID Logistics acaba de divulgar seus resultados financeiros de 2019. Com uma receita de 1,5 bilhão de euros, o operador logístico registrou um crescimento de 10% na comparação com o ano anterior. Além disso, o lucro operacional subjacente também aumentou, em 14,2%, chegando a 54 milhões de euros.

Somente na França, país de origem da ID Logistics, as vendas em 2019 somaram 714,7 milhões de euros, registrando um crescimento de 4,2%. Já as receitas internacionais aumentaram acentuadamente, chegando a 819,5 milhões euros, acréscimo de 15,5%. O lucro operacional subjacente na França em 2019 caiu para 29 milhões de euros, ou seja, decréscimo de 4,1%. Internacionalmente, porém, o rendimento operacional subjacente aumentou para 25 milhões de euros, representando uma margem de 3,1%.

“O exercício de 2019 é marcado pela continuidade do bom desempenho comercial e financeiro, principalmente nos mercados internacionais, onde os negócios cresceram fortemente com significativa melhora da lucratividade”, analisa Eric Hémar, CEO da ID Logistics. “Além disso, a aquisição da Jagged Peak permitiu à ID ampliar suas atividades para os Estados Unidos. A operação foi realizada em boas condições e já está gerando resultados positivos.”

O setor que mais cresceu em 2019 na companhia foi o comércio eletrônico, representando 20% da receita da ID Logistics, e o resultado inclui a aquisição e a integração da Jagged Peak no mercado norte-americano, realizada no mês de dezembro.

Para 2020, a ID Logistics prevê o início de aproximadamente 15 novos projetos, ao mesmo tempo em que se beneficiará do aumento da produtividade das operações que começaram em 2019, do ano de plena atividade da Jagged Peak, além dos planos de ação iniciados durante o ano passado. O operador logístico pretende fortalecer ainda mais seu posicionamento no setor de comércio eletrônico.

A companhia alerta, contudo, que no momento é difícil prever e quantificar o impacto causado pelo coronavírus, e que está atenta ao assunto e monitora regularmente a situação, que afeta tanto seus clientes quanto a própria ID.