Terça-feira, 14 de abril de 2020 - 15h48
Azul Cargo cresce 36% em receita no primeiro trimestre de 2020
Empresa também alavancou em 26% o crescimento no volume de cargas transportadas em março no comparativo com o mesmo período do ano passado

A Azul Cargo Express, unidade de cargas da companhia aérea Azul, registrou um crescimento de 36% em receita nos três primeiros meses de 2020 na comparação com 2019. No comparativo ano a ano, considerando os doze meses, em 2019 a empresa havia expandido sua receita em 41%. Já em 2018 o crescimento havia sido de 61%.

A Azul observou ainda um acréscimo de 26% no volume de cargas transportadas no mês de março deste ano no comparativo com o mesmo período do ano passado. De acordo com a própria empresa, o crescimento pode ser explicado pela pandemia de coronavírus, já que o transporte de carga aérea tem sido um importante aliado nas ações de combate à doença. Considerado mais ágil, eficiente e seguro, o modal vem sendo utilizado para o transporte de materiais importantes, como medicamentos, itens de proteção individual para profissionais de saúde e até estruturas para hospitais de campanha.

Somente em março, a Azul Cargo realizou 12 voos extras para atender a demanda adicional de cargas. “Estamos com o nosso time reforçado para atender esse crescimento da demanda. Além da nossa capacidade de oferta natural, com nossos aviões cargueiros e a utilização dos porões das aeronaves, também estamos trabalhando muito para transformar alguns de nossos ativos para o transporte exclusivo de cargas. Sabemos da importância do nosso negócio para a economia e para a saúde, por isso continuaremos disponibilizando a eficiência da nossa entrega e a capilaridade da nossa rede para atender todos os pedidos, mesmo em meio ao momento difícil pelo qual o país passa”, afirma Izabel Reis, diretora da Azul Cargo Express.

A empresa vem realizando alguns voos fretados e exclusivos de carga entre o Brasil e os Estados Unidos. Na última quinta-feira, dia 9 de abril, transportou vacinas para Fort Lauderdale, na Flórida, e nesta semana realizará um outro voo fretado, que também decolará de Campinas (SP), mas terá como destino Orlando, também na Flórida. As operações cargueiras serão cumpridas com as aeronaves modelo Airbus A330.