Sexta-feira, 18 de setembro de 2020 - 10h17
Mandaê registra crescimento de 152% nas movimentações em agosto
Entre os setores que mais se destacaram estão moda, higiene e beleza pessoal, instrumentos musicais e alimentos e bebidas

A Mandaê, plataforma logística que conecta e-commerces a transportadoras, divulga que no último mês de agosto registrou uma expansão de 152% no volume de entregas quando comparado ao mesmo período de 2019. No acumulado do ano o crescimento foi de 136%. “Se compararmos o mês de agosto com o período pré-pandemia, temos um aumento de 196%”, afirma o vice-presidente Comercial e de Operações e CCO da Mandaê, Bruno Noale.

Entre os setores que mais apontaram crescimento estão moda (231%), higiene e beleza pessoal (219%), instrumentos musicais (211%) e alimentos e bebidas (203%). Com esses dados, as projeções da companhia para este ano foram revistas. “No início do ano, a estimativa era de crescimento na ordem de 70% no volume de entregas. Com a explosão de vendas online, estimamos uma alta entre 130% e 140% para o ano completo”, revela Noale.

Outro dado relevante nas vendas online aponta que em junho foi possível perceber que o público com mais idade, a partir de 55 anos, foi o que mais cresceu quando se analisa o volume de vendas. “Esse sempre foi o público mais resistente ao e-commerce por conta dos desafios de interação tecnológica que estão, cada vez mais, sendo superados. É uma mudança de comportamento notório”, diz.

Quanto à greve dos Correios o executivo salienta que não é possível mensurar exatamente o quanto a paralisação parcial das operações impulsionou os resultados das duas últimas semanas de agosto, já que os dados mostram uma consolidação da tendência de crescimento desde março. Mas, afirma Noale, os problemas gerados pela greve, que acontecem a cada ano, contribuíram para despertar ainda mais a atenção de clientes e compradores para a necessidade de contar com plataformas de entrega 100% seguras e confiáveis. “A pandemia colocou a logística nos holofotes do dia a dia de toda a população. Uma entrega eficaz e garantida não é mais apenas um diferencial”, pontua.