Sexta-feira, 7 de maio de 2021 - 12h39
Lucro líquido da Tegma da Gestão Logística cresce 5% no primeiro trimestre de 2021
Totalizando R$ 20,2 milhões, resultado foi alcançado em função do controle de gastos e da ocorrência de eventos positivos extraordinários

A Tegma Gestão Logística apresentou os resultados do primeiro trimestre de 2021. Os números da companhia mostram que apesar de ter ocorrido uma queda de 16,4% na receita líquida em comparação com o mesmo período de 2020, em razão, principalmente, da queda do volume transportado na divisão de Logística Automotiva, o lucro líquido teve uma elevação de 5% no comparativo do mesmo período, totalizando R$ 20,2 milhões. Segundo a empresa, esse resultado foi alcançado em função do controle de gastos e, também, à ocorrência de eventos positivos extraordinários.

Apesar do cenário adverso ainda por conta da pandemia, o retorno sobre o capital investido – 17,8% no período – superou em 1,6 ponto percentual o ROIC do quarto trimestre de 2020. Essa elevação é decorrência da recuperação do setor automotivo no segundoº semestre do ano passado e do melhor nível de eficiência da divisão automotiva da companhia no período.

A melhoria na eficiência na gestão de custos e despesas e a ocorrência de eventos extraordinários positivos também sustentaram a queda de somente 2,3% do Ebitda no trimestre, que foi de R$ 43,2 milhões, apesar da forte queda da receita líquida. O fluxo de caixa livre no primeiro trimestre deste ano foi positivo em R$ 44,2 milhões e o caixa da companhia excedeu a dívida em março de 2021 em R$ 110,3 milhões. Esse dado, diz a companhia, resulta da eficiência operacional, eventos não recorrentes e de postergação e corte de gastos em consequência do recrudescimento da pandemia.

Segmentos

As vendas domésticas de veículos vêm sendo afetadas pelas dificuldades de produção enfrentadas pela indústria automotiva, em graus diferentes. Em função das dificuldades que afetaram um dos principais clientes da Tegma e da alteração substancial do market share entre as montadoras, a quantidade de veículos transportados pela companhia no primeioro trimestre do ano foi 12,4% inferior na comparação anual, o que se reflete em um matket share da Tegma de 22,8%, 2,9 pontos percentuais inferior na comparação anual. Apesar da queda acentuada do market share da Tegma no trimestre e, consequentemente, da receita, a resiliência dos resultados refletem o esforço de controle de custos e despesas. O Ebitda da divisão foi 27,6% superior ao 1T20 em função dessas iniciativas e de eventos positivos extraordinários.

A divisão de logística integrada, voltada para o setor industrial, manteve a continuidade de suas operações. O desempenho da divisão apresentou uma redução na comparação trimestral derivada da descontinuação de um cliente da operação de armazenagem e da normalização de estoques da operação de químicos, que estiveram acima da média durante o segundo semestre de 2020.

Resultados consolidados

A receita bruta consolidada da companhia do primeiro trimestre de 2021 foi impactada negativamente na comparação anual, principalmente em função da queda na quantidade de veículos transportados na operação automotiva. A margem bruta consolidada foi de 18,2%, o que representa uma queda de 2,8 pontos percentuais na comparação anual, pelo fato da menor receita ter implicado na redução a diluição de custos fixos, apesar dos cortes efetuados.

As despesas no trimestre foram R$ 12,3 milhões, ou seja, 61,6% inferiores na comparação anual. A empresa informa que essa variação é, em parte, consequência de alguns eventos não recorrentes que impactaram positivamente em R$ 6,7 milhões as despesas, como recebimento referente ao direito de administração da folha de pagamento dos colaboradores e ressarcimento em função da modificação de condições de contrato comercial na operação de logística de veículos.

O Ebitda consolidado da Tegma no primeiro trimestre deste ano foi de R$ 43 milhões, um crescimento de 5,6% em relação ao três primeiros meses de 2020, em função de ajustes de gastos e de eventos não recorrentes positivos que somaram R$ 6,7 milhões de janeiro a março de 2021, apesar da acentuada queda da receita no período.

A companhia também anunciou que conseguiu ampliar o escopo de serviços da logística integrada para dois clientes do setor de químicos, expandindo a presença da Tegma em importantes players do setor e permitindo o crescimento sustentável da divisão de logística integrada.

No trimestre a Tegma também informou que se intensificou uma operação de entregas rodoviárias de veículos zero quilômetro até o Chile, passando pela Cordilheira dos Andes, uma nova forma de escoamento das montadoras que poderão diversificar a logística e depender menos de portos e navios.