Sexta-feira, 16 de julho de 2021 - 16h31
Asia Shipping pretende fechar 2021 com 30% de crescimento na exportação FCL
Serviço é realizado com cada contêiner cheio com cargas de somente um exportador

A Asia Shipping, multinacional brasileira que atua com agenciamento de cargas aéreas, marítimas e rodoviárias, obteve um crescimento de aproximadamente 25% na exportação de contêineres full container load (FCL - contêiner cheio com cargas de somente um exportador) de janeiro a abril. No acumulado do ano, a companhia prevê crescer 30% no serviço.

De 2019 para 2020, a Asia Shipping cresceu 130% a mais que o mercado. “Com a reestruturação de alguns processos no departamento e com toda a expertise que nossa companhia tem nesse negócio, conseguimos aumentar nossa participação na exportação de contêineres cheios”, comenta Filipe Pacheco, head de Exportação da companhia.

A Asia Shipping movimentou em 2020 cerca de 33 mil TEUs, fruto de seu relacionamento com mais de 460 clientes. Entre as cargas mais movimentadas na exportação estão produtos florestais, alumínio, plástico, papel e químico. No primeiro trimestre deste ano, a companhia transportou também cerâmicas, pedras, peças de automóveis, algodão, café, milho e até insumos para ração animal, como farinha de peixes, ossos, sangue e penas.

Além do FCL, a Asia Shipping também trabalha com a modalidade less container load (LCL), em que vários exportadores podem dividir um contêiner. Somente no serviço de exportação LCL a multinacional cresceu cerca de 31% no segundo trimestre deste ano, com 70% de clientes regulares. “Com o atendimento porta a porta, atendemos pequenas, médias e grandes empresas sem a intervenção de terceiros nas rotas da América do Sul”, afirma Gisella Sousa, gerente de Produto LCL.