Segunda-feira, 22 de novembro de 2021 - 15h13
Sequoia cresce 35% em receita bruta no terceiro trimestre de 2021
Companhia registrou recorde de volume de pedidos e amplio seu ecossistema digital com nova aquisição

A Sequoia registrou uma receita bruta de R$ 445,9 milhões no terceiro trimestre de 2021, crescimento de 35% na comparação com o mesmo período de 2020, decorrente da expansão de seus três segmentos de atuação, com destaque para o B2C, que apresentou crescimento de 61% na comparação anual, refletindo a integração das empresas recém adquiridas, o aumento da penetração da plataforma SFx e da entrada de novos players na base de clientes da companhia.

No mesmo período, a Sequoia registrou recorde no número entregas, que atingiu 12,6 milhões no trimestre e superou o quarto trimestre do ano passado, período positivamente impactado por importantes datas de varejo, como Black Friday e Natal.

A margem bruta do trimestre atingiu 19,3%, expansão de 2,3 pontos percentuais em relação ao trimestre anterior, refletindo as sinergias capturadas com a integração das empresas recém-adquiridas, os ganhos de eficiências com a implantação de oito dos 22 sorters adquiridos após IPO e as renegociações contratuais realizadas no trimestre com cerca de 50% da base de clientes dos segmentos de B2B e Logística. O Ebtida ajustado ex-IFRS alcançou R$ 41,7 milhões, expansão de 38% na comparação anual.

“Divulgamos os resultados do trimestre registrando importante evolução dos principais indicadores operacionais e financeiros da companhia e confirmando nossa trajetória de crescimento sustentável e o sucesso das recentes aquisições. Nesse trimestre, já começamos a ver a recuperação da margem bruta, em função do repasse de custos aos clientes e da captura de sinergias dos últimos M&As, acima do inicialmente projetado”, afirma Fernando Stucchi, CFO e IRO da Sequoia.

No mês de outubro, a Sequoia anunciou a assinatura de contrato para aquisição de 41% da Lincros, logtech de software as a servisse (SaaS). O processo de compra está sujeito ao cumprimento de determinadas condições precedentes. Assim como a aquisição da Frenet, a Sequoia manterá a operação da Lincros totalmente independente, sempre tendo como objetivo principal prover o melhor serviço aos clientes.