Quinta-feira, 31 de julho de 2014 - 13h57
Santos Brasil divulga resultados trimestral e semestral
Crescimento das operações de cabotagem contribui com números positivos em Vila do Conde e Imbituba

A Santos Brasil divulgou os resultados obtidos por suas unidades de negócio no segundo trimestre e também no acumulado dos seis primeiros meses de 2014. A companhia conta com os terminais de contêineres (Tecon) de Santos (SP), Vila do Conde (PA) e Imbituba (SC), um terminal de veículos (TEV) no Porto de Santos e também com uma operadora logística e de cargas gerais, a Santos Brasil Logística.

Em seus três tecons, a Santos Brasil movimentou, nos meses de abril, maio e junho, 258.657 contêineres. As operações de cabotagem foram destaque, com um crescimento de 143,7% no volume transportado. A modalidade já é responsável por 20,9% do total de carga movimentada pela Santos Brasil. Considerando todo o primeiro semestre de 2014, o total de contêineres movimentado foi de 510.606.

O Tecon Imbituba registrou o maior crescimento, com 284,4% na comparação com o segundo trimestre do ano passado, devido a dois novos serviços de cabotagem que começaram a atracar no terminal catarinense neste ano. No total, foram 12.396 contêineres movimentados de abril a junho, quantidade que supera a marca registrada durante todo o ano de 2013.

Em Vila do Conde, o volume de contêineres apresentou crescimento de 42,7% no segundo trimestre, com 7.918 unidades movimentadas, motivado também pelo incremento observado na cabotagem. Considerando o período de janeiro a junho, a elevação atingiu o patamar de 56,1%.

Já o Tecon Santos contabilizou redução de 20,5% no volume movimentado de abril a junho. No acumulado do ano até o sexto mês, o terminal teve queda de 16,9%. No entanto, Santos manteve-se responsável pela maior parte dos contêineres operados pela Santos Brasil, movimentando 92,1% do volume total no trimestre e 93,3% no semestre.

No TEV, a decisão de limitar a importação de veículos leves, tomada em dezembro pela Argentina, principal destino das exportações brasileiras, gerou impactos negativos. A queda registrada no segundo trimestre foi de 31,3%, com um total de 49.255 veículos movimentados, sendo 93,7% automóveis leves.

No segmento de logística a Santos Brasil apresentou redução de 15,6% no total de contêineres armazenados no último trimestre. A companhia ressalta que boa parte deste volume, armazenado nos Centros Logísticos e Industriais Aduaneiros (Clias), é operada por contratos e independe do ponto de atracação do navio.

A receita líquida da Santos Brasil foi de R$ 262,4 milhões no segundo trimestre de 2014 e de R$ 542,5 milhões no acumulado. Já o lucro no trimestre foi de R$ 25,2 milhões e de R$ 57,2 milhões no acumulado. A receita bruta dos serviços de operação de cais da companhia apresentou retração de 25,4% no segundo trimestre, em função da redução do volume de operações no Tecon Santos, da mudança do mix de serviços e da queda de 32,9% no faturamento de exportação de contêineres refrigerados. O trimestre foi encerrado ainda com um saldo de caixa de R$ 137 milhões e dívida líquida de R$ 216,5 milhões.