Quarta-feira, 29 de abril de 2015 - 11h40
Panalpina tem rentabilidade estável no primeiro trimestre
Operador logístico com atuação global divulga resultados obtidos no período

A Panalpina divulgou, em abril, os resultados do primeiro trimestre de 2015. De acordo com o balanço, a empresa aumentou seu resultado operacional e ganhos no período. O lucro consolidado aumentou 10%, chegando a 19,6 milhões de francos suíços, enquanto o Ebit cresceu 3%, para 25,3 milhões de francos suíços.

“Nos primeiros três meses do ano os lucros foram superiores, apesar de ventos contrários ocasionados por um franco suíço forte e uma desaceleração no crescimento do volume de frete aéreo”, diz Peter Ulber, CEO da Panalpina. “O Ebit do grupo e a margem Ebit por lucro bruto aumentou tanto na comparação ano a ano quanto trimestre a trimestre. Os resultados ligeiramente melhores em frete marítimo e a rentabilidade em Logística contribuíram para um primeiro trimestre razoável”, explica.

O lucro bruto do grupo teve uma redução de 3%, para 371,8 milhões de francos suíços, enquanto as despesas operacionais totais diminuíram 4% ano a ano. Os volumes de frete aéreo cresceram 1% no primeiro trimestre, contra um crescimento estimado de mercado de 3 a 4%, ocasionado principalmente por volumes mais baixos no setor automotivo.

Suportados por grandes contratos, os volumes de frete marítimo cresceram 5% ano a ano, acima de um crescimento estimado de mercado de 3%. O lucro bruto por TEU diminuiu 8% resultando em 119,1 milhões de francos suíços em comparação com os 122,7 milhões do mesmo período de 2014. O frete marítimo registrou um Ebit de 4,5 milhões de francos suíços, comparados aos 3,9 milhões no ano anterior, e a margem Ebit por lucro bruto aumentou para 3,8% no primeiro trimestre.

A saída da empresa de unidades de negócios de baixo desempenho fez com que o lucro bruto da atividade de logística diminuísse 3%, para 104,7 milhões de francos suíços (ante 107,8 milhões de 2014), mas o Ebit passou a ser positivo, com um lucro de 1,2 milhões de francos suíços para o primeiro trimestre de 2015 (em 2014 o Ebit foi negativo de 5,5 milhões de francos suíços).