Terça-feira, 22 de novembro de 2016 - 11h00
Santos Brasil apresenta crescimento na movimentação de contêineres
Foram movimentados 251.998 contêineres no Tecon Santos, superando em 15,5% a movimentação do terceiro trimestre de 2015

A Santos Brasil apresentou um crescimento de 16,9% no total de contêineres movimentados em seus três terminais, localizados em Santos (SP), Imbituba (SC) e Vila do Conde (PA), no terceiro trimestre de 2016, totalizando 275.682 contêineres. O crescimento de volume acumulado até setembro foi de 11,3%.

No Tecon Santos foram movimentados 251.998 contêineres no período, superando em 15,5% a movimentação do terminal no terceiro trimestre de 2015 e em 10,4% no acumulado do ano. O market share da Santos Brasil no Porto de Santos chegou a 39,5%, 6,4 pontos percentuais acima do registrado em julho, agosto e setembro do ano passado.

O crescimento no Tecon Santos foi proporcionado parcialmente pelo volume gerado por dois serviços de navegação que atuam nas rotas para a costa oeste da América do Sul e África, que começaram a atracar no terminal no final de 2015, e pelo aumento do número contêineres dos serviços de navegação compartilhados que atracam no Tecon Santos. Esses serviços passaram a contar com novos armadores em sua composição.santos-brasil-destaque

No Tecon Vila do Conde, o crescimento no total de contêineres movimentados no terceiro trimestre deste ano foi de 50,9%, totalizando 16.956 contêineres. O aumento foi registrado tanto nas operações de longo curso quanto nas de cabotagem em função do início, em janeiro, de serviços de navegação que operam a rota para a Europa e o Caribe. O crescimento acumulado é de 37,1%.

Já o Tecon Imbituba apresentou crescimento de 3,6% no volume de contêineres movimentados no período, impulsionado pelo aumento das operações de cabotagem, que responderam por 94,9% das movimentações no trimestre.

O crescimento consolidado no volume no terceiro trimestre foi registrado principalmente nas operações de longo curso com importação, exportação e transbordo, que apresentaram aumento de 18,1%, 22,0% e 15,1%, respectivamente. As operações de cabotagem responderam por 23,2% do total movimentado no período e o transbordo por 32,6%. O mix de contêineres cheios-vazios ficou estável em relação ao segundo trimestre de 2016. Os contêineres cheios corresponderam a 76,8% da movimentação no último trimestre.

Em consequência do ganho de market share em Santos, as operações de armazenagem alfandegada da companhia no segmento de terminais portuários cresceram 22,8%. A receita líquida consolidada da Santos Brasil foi de R$ 222,6 milhões no terceiro trimestre. No acumulado do ano, totalizou R$ 622,1 milhões. No período, a empresa apresentou redução de 5,4% no custo médio por contêiner movimentado/armazenado nos terminais portuários em relação ao observado no mesmo período do ano anterior.

O Ebitda ajustado para efeitos não recorrentes ficou em R$ 31,3 milhões, com margem de 14,1%. A Santos Brasil encerrou o terceiro trimestre de 2016 com saldo de caixa de R$ 164,7 milhões e dívida líquida de R$ 66 milhões.