Sexta-feira, 31 de julho de 2020 - 11h13
Movimentação nos portos públicos cresceu 6,6% no primeiro semestre
Foram transportadas 168,8 milhões de toneladas de cargas no período

A movimentação de cargas dos portos públicos brasileiros cresceu 6,6% no primeiro semestre de 2020, em relação ao mesmo período do ano passado. Os dados fazem parte de um levantamento do Ministério da Infraestrutura junto a oito autoridades portuárias que concentram cerca de 80% dos contratos de arrendamentos nos portos nacionais. Durante o período, foram transportadas 168,8 milhões de toneladas ante à movimentação de 158,4 milhões de toneladas, em 2019.

Mesmo com a crise sanitária causada pela pandemia do coronavírus, cinco autoridades portuárias tiveram acréscimo na movimentação no primeiro semestre: Companhia Docas do Pará, com 26,5%, Porto de Suape, com 16,7%, Portos do Paraná, com 12,6%, Santos Port Authority, com 12%, e Emap, com 5,1%. Dentre os maiores incrementos de movimentação no período destacam-se o aumento de 28,5% na movimentação de granel sólido nos portos administrados pela Companhia Docas do Pará, de 22,1% na movimentação de granel líquido no Porto de Suape (PE), e de 9,4% de carga geral no Porto de Paranaguá (PR).

Os números comprovam que, mesmo com a pandemia, o setor portuário continua funcionando bem e cumprindo o papel de escoar seus produtos para outros países, colaborando, assim, com a balança comercial brasileira. É importante observar que o cenário geral ainda é de crescimento e resiliência”, ressalta o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas.

De acordo com a Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), até maio de 2020 o setor portuário em geral movimentou 436 milhões de toneladas, alta de 3,98% em relação ao mesmo período do ano anterior. Os dados incluem portos públicos e terminais de uso privado (TUPs). A movimentação de graneis líquidos e gasosos impactou os números, registrando alta de 16,5% no período.