Quinta-feira, 20 de maio de 2021 - 9h19
Maersk quer se tornar uma das cinco maiores empresas de logística no Brasil até 2025
Empresa já investiu mais de US$ 7 bilhões em suas operações no país desde 2010

A Maersk realizou, no dia 18 de maio, um encontro virtual para apresentar informações a respeito das atividades de importação e exportação no Brasil em 2021 até o momento, além das perspectivas da empresa para suas operações no país.

De acordo com Douglas Piagentini, diretor Comercial para a East Coast South America (ECSA), que inclui Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai, a Maersk tem o objetivo de se tornar uma das cinco maiores empresas de logística no Brasil até 2025.

No primeiro quadrimestre deste ano, as exportações cresceram 6%, impulsionadas especialmente pelas safras de algodão, café e açúcar, e as importações apresentaram acréscimo de 11%, devido ao crescimento do e-commerce e da importação de produtos como plástico, borracha, maquinários, eletrônicos, têxteis e bens de consumo.

“O Brasil não parou durante a pandemia, nem a Maersk. Nosso maior objetivo é manter as mercadorias dos clientes em movimento e, para enfrentar esse desafio, utilizamos serviços integrados cada vez mais completos, com frotas de caminhões, trens, aviões, barcaças e navios”, destaca Piagentini.

A Maersk acredita que as exportações brasileiras devem apresentar recuperação a médio prazo, impulsionadas pela procura por produtos agrícolas e minerais. Somente em 2020, a empresa gerou R$ 104 bilhões em receitas globais. Para a América Latina, a previsão de crescimento é de mais de 20% ao ano e o Brasil lidera esse aumento. Desde 2010, a Maersk já investiu mais de US$ 7 bilhões em suas operações no país.