Quinta-feira, 22 de julho de 2021 - 10h15
Porto do Rio de Janeiro registra alta de movimentação e faturamento
Empreendimento está comemorando 111 anos de existência

De acordo com dados divulgados pela Companhia Docas do Rio de Janeiro (CDRJ), o Porto do Rio de Janeiro, que completou 111 anos no dia 20 de julho, deve crescer 10,5% na movimentação de cargas no acumulado de 2021 na comparação com o ano passado. A análise da área de Planejamento de Negócios aponta ainda que o faturamento do porto alcançou R$147,4 milhões no primeiro semestre de 2021, o que corresponde a um incremento de 14,8% na comparação com o primeiro semestre de 2020.

Segundo os dados do relatório, os maiores volumes de carga movimentados pelo Porto do Rio de Janeiro no período 2016-2021 foram registrados em dezembro de 2020, com cerca de 841 mil toneladas, seguido de junho de 2021, com 835 mil toneladas. O total de cargas movimentadas no primeiro semestre deste ano somou 4,5 milhões de toneladas, podendo ser considerado o melhor semestre da série histórica iniciada em 2016.

O principal tipo de carga movimentada no porto é a conteinerizada, mas vale destacar as elevações da exportação de ferro gusa e da importação de trigo e produtos siderúrgicos, além da crescente prestação de serviços especiais, como o apoio marítimo às bases offshore do Pré-sal.

“É interessante notar que o crescimento na média anual da movimentação de cargas dos últimos cinco anos vem se mantendo mesmo diante da crise econômica causada pela pandemia, provando a capacidade de resiliência do porto”, analisa o diretor de Negócios e Sustentabilidade da CDRJ, Jean Paulo Castro e Silva.

O prognóstico para a movimentação de cargas no Porto do Rio de Janeiro sugere mais um recorde na movimentação de cargas a ser alcançado no ano de 2021, considerando o número já alcançado na primeira metade do ano. “De acordo com o padrão da movimentação de cargas, observamos que o segundo semestre de todos os anos do período analisado costuma registrar incremento nos volumes movimentados. Se considerarmos uma projeção conservadora de perpetuação da média do primeiro semestre no restante do ano, podemos estimar cerca de 9 milhões de toneladas movimentadas para 2021”, prevê o diretor.